O Cirquinho de Luísa


“O Cirquinho de Luísa” é o primeiro espetáculo de Teatro para Bebês concebido e estreado no Brasil.
Esse projeto de Teatro para Bebês é desenvolvido pela atriz e diretora Liliana Rosa. A técnica vem da Europa e trata-se de um trabalho pioneiro e único no Brasil, fruto de uma pesquisa com abordagem no sensorial da criança, utilizando-se de cor, som, movimento coreográfico, além de elementos educativos que contribuem para o desenvolvimento do bebê de 6 meses e da criança até 6 anos.
A encenação para bebês surgiu na Europa, nos anos 90, e atualmente é bastante difundida na França, Espanha, Itália, Alemanha, Bélgica e Portugal. “O Cirquinho” inova o estudo Europeu e apresenta características mais inovadoras e mais próximas da realidade da primeira infância desse lado do mediterrâneo.
Mais do que um espetáculo teatral, é um projeto de aprendizagem e partilha entre bebês e pais, um meio de introdução da criança no mundo da arte.

“Geralmente bebês na platéia de teatro não são comuns de se ver. E quando estão, certamente é sinônimo de choradeira. Mas não é isso que acontece com o teatro feito exclusivamente para os pequenos de seis meses a seis anos de idade. O tema abordado é nascimento e ciclo da vida, pioneiro no Rio de Janeiro, a idéia do Cirquinho de Luisa é ativar a memória embrionária e ir de encontro à primeira infância indo até as nossas raízes e origens, explicando as etapas da vida por associações, analogias e estimulação dos sentidos.
Para os pequenos é uma porta aberta para que eles comecem a descobrir novas linguagens.
“Mais do que um espetáculo teatral, é um projeto de aprendizagem e partilha entre bebês e pais um meio de introdução da criança no mundo da arte” afirma Liliana Rosa. A atriz, apesar de já ter desenvolvido este projeto em Portugal e diversos países da Europa, desta vez ela teve uma experiência diferente: a filha Luísa, de 4 meses, que além de inspiração, serviu também de laboratório para a montagem do espetáculo.

“O nome do espetáculo revela o que foi essencial no desenvolvimento da nossa pesquisa: o nascimento da Luísa. Após o seu nascimento, desenvolvemos um laboratório de análise das suas reações a determinados estímulos visuais, sonoros e tacteis. A Luísa acompanhou todo o desenrolar dos ensaios e da montagem, foi quase como consultora artística. Além disso, todo o enredo da peça foi inspirado no seu nascimento e crescimento.
O resultado não tem palavras que expliquem, para nós é muito gratificante! “De um modo geral, os bebês ficam “hipnotizados” pela história e as mães emocionadas.”
Outra questão que dá que falar é a faixa etária díspar ao qual está destinado este espetáculo: “Cada criança entende a peça da sua maneira, do seu jeito. Este espetáculo joga com as sensações e este “espaço etário”, esta primeira infância até aos 6 anos”, é designada pela Psicologia como o espaço das sensações. A criança é sincera nas suas opiniões, distingue o doce do amargo, distingue o frio do quente, associa tudo o que é novo a algo que conhece bem para poder processar o que vai aprendendo.
Desta forma o espetáculo tem agradado a pequenos e graúdos: Os mais pequenos entendem pelo sensorial, os mais velhos pela historinha que é contada e os pais pelo subtexto e significado.” Liliana Rosa.
Estamos desde 2007 em cartaz sem interrupções, quinze temporadas de sucesso, mais de 6 mil bebês já assistiram! Foi sucesso no Rio de Janeiro, em S. Paulo, Mato-Grosso e no Festival Internacional de Teatro de Angra (FITA).

Para mais informações acesse o blog do espetáculo:
http://ocirquinhodeluisa.blogspot.com.br/ ou

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja o primeiro a comentar!